DITR 2019

Declaração de Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural 2019

Instrução Normativa RFB nº 1.902, publicada hoje no Diário Oficial da União, estabelece as normas e os procedimentos para a apresentação da DITR, informa os critérios de obrigatoriedade, a necessidade do uso de computador na elaboração da declaração e as consequências da apresentação fora do prazo estabelecido, entre outras informações. De acordo com a nova norma, o prazo para a entrega da Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR) referente ao exercício de 2019 inicia-se no dia 12 de agosto e se encerra às 23h59min59s (vinte e três horas, cinquenta e nove minutos e cinquenta e nove segundos), horário de Brasília, do dia 30 de setembro de 2019.

Está obrigada a apresentar a declaração a pessoa física ou jurídica, exceto a imune ou isenta, proprietária, titular do domínio útil ou possuidora a qualquer título do imóvel rural. Também está obrigada a pessoa física ou jurídica que, entre 1º de janeiro de 2019 e a data da efetiva apresentação da declaração, perdeu a posse do imóvel rural ou o direito de propriedade pela transferência ou incorporação do imóvel rural ao patrimônio do expropriante. Em 2018 foram entregues 5.661.803 declarações do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural. A expectativa é que, neste ano, sejam entregues 5,7 milhões de declarações.

A DITR deve ser elaborada com uso de computador, por meio do Programa Gerador da Declaração do ITR, disponibilizado na página da Receita Federal (rfb.gov.br). Ela pode ser transmitida pela Internet ou entregue em uma mídia removível nas unidades da Receita Federal.

A multa para quem apresentar a DITR depois do prazo é de 1% (um por cento) ao mês ou fração de atraso, lançada de ofício e calculada sobre o total do imposto devido, não podendo seu valor ser inferior a R$ 50,00 (cinquenta reais). Se, depois da apresentação da declaração, o contribuinte verificar que cometeu erros ou omitiu informações, deve, antes de iniciado o procedimento de lançamento de ofício, apresentar DITR retificadora, sem a interrupção do pagamento do imposto apurado na declaração original. A DITR retificadora tem a mesma natureza da originariamente apresentada, substituindo-a integralmente. Por isso, a declaração retificadora deve conter todas as informações anteriormente prestadas com as alterações e exclusões necessárias bem como as informações adicionadas, se for o caso.

O valor do imposto pode ser pago em até 4 (quatro) quotas iguais, mensais e sucessivas, sendo que nenhuma quota pode ter valor inferior a R$ 50,00 (cinquenta reais). O imposto de valor inferior a R$ 100,00 (cem reais) deve ser pago em quota única. A quota única ou a 1ª (primeira) quota deve ser paga até o dia 30 de setembro de 2019, último dia do prazo para a apresentação da DITR.

O imposto pode ser pago mediante transferência eletrônica de fundos por meio de sistemas eletrônicos das instituições financeiras autorizadas pela Receita Federal a operar com essa modalidade de arrecadação ou por meio de Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf), em qualquer agência bancária integrante da rede arrecadadora de receitas federais.

Fonte: Receita Federal do Brasil

Como controlar a saúde financeira da minha empresa

Para que você não venha ter dor de cabeças nos balanços financeiros periódicos da sua empresa, ter um bom controle financeiro é mais do que fundamental. Quando você abre o seu negócio, financeiramente falando , o seu objetivo é converter em lucro todas as duas vendas, fazendo com que a sua empresa sempre esteja em superávit financeiro. Mas pra isso, o equilíbrio financeiro é essencial. Acompanhe esse artigo e saiba o quão importante é o controle financeiro para a saúde da sua empresa.

A contabilidade

As suas contas precisam ter posicionamentos diferentes. É claro que parte do lucro de sua empresa passa a ser a sua conta pessoal, o que não significa que as duas podem ser conjuntas. Diferentemente, as duas precisam ser administrada separadamente com foco e planejamento diferente. Assim, por melhor administrador que você venha a ser, precisará imprescindivelmente de uma contabilidade lhe dando suporte.

Você precisará focar na produção e desempenho do serviço da sua empresa e com isso deixar as projeções contábeis na mão do escritório de contabilidade. Já que os balanços é que ditarão o rumo financeiro da sua empresa. Para isso, há um conjunto em relação a projeção de investimentos, que fica sob encargo da contabilidade, e desenvolvimento de um melhor e mais atrativo serviço, dentre de todo projeto organizacional interno etc.

Conte com a ajuda da tecnologia

Além das tradicionais planilhas de excel, que ajudam na inserção de dados para um bom planejamento financeiro, alguns sites e aplicativos podem auxiliar neste processo de controle.

Alguns aplicativos você pode carregar no seu bolso através das versões mobiles que auxiliam no carregamento por meio do seu smartphone e tablet portátil.

O aplicativo “Meu Dinheiro”, além de permitir uma análise geral das financeiras (incluindo gastos com cartão de crédito) ele possui um mecanismo no qual o empreendedor pode inserir objetivos financeiros para o seu negócio a pequeno, médio e curto prazo. Entretanto, quando se trata de aplicativos de controle financeiro o mais completo ainda é o “GuiaBolso”, pois ele é automatizado por ser integrado com financeiras e sistemas bancários.

O “Mobilis” tem a sua versão em aplicativo, mas em site e tem como diferencial o acesso a gráficos que indicam as perspectivas financeiras da sua empresa. Contudo, dá acesso a algumas funções apenas em sua versão premium, onde o empreendedor terá de se desprender financeiramente para possuir. Sistema que possui a mesma forma de trabalhar (gratuita e premium) é o “Contas Online”, sendo muito parecido com o “Mobilis”.

Finalizando os aplicativos, ainda temos o “Minhas Economias”, que possui como grande diferencial o lembrete de algumas contas o “Projetos Financeiros”, para os mais esquecidos ou distraídos com a correria diária do seu negócio.

 Conte com toda ajuda possível para manter a saúde financeira da sua empresa e garantir assim o sucesso do seu negócio.

Porque o MEI deve emitir nota fiscal

Os brasileiros empreendedores sempre trabalharam por conta própria e muitos sem ter formalização. Recentemente, com a criação do MEI, ficou menos burocrático abrir seu próprio negócio e junto a isso existem muitos benefícios.

Com a formalização, é possível adquirir credito para investir na sua empresa, auxílio maternidade, auxílio doença, previdência e emitir notas fiscais. Esta última se torna uma obrigação e deve ser feita com muito cuidado para que não haja nenhum deslize que comprometa a saúde financeira do seu negócio.

É imprescindível saber como emitir as notas fiscais de maneira correta e estando de acordo com seu ramo de atividade e a cidade onde se localiza seu empreendimento.

Mas por que emitir notas fiscais?

A nota fiscal é um documento que registra a entrada e saída das mercadorias ou até mesmo da prestação de um serviço. Isso facilita a vida do vendedor e do consumidor também, além de possuir uma validade jurídica. Emitir as notas se torna um diferencial neste mercado tão competitivo.

Já vimos alguns casos de clientes não fecharem negócio por não terem acesso à nota fiscal, pois de alguma maneira precisam apresentar algum comprovante. Em resumo: não é nada legal perder um negócio por conta disso.

Mas como eu gero as notas fiscais?

Caso você opte pela nota fiscal Avulsa, saiba que ela é vinculada à Secretaria da Fazenda e primeiramente será necessário fazer uma solicitação e após isso órgão responsável em sua cidade. Mas existe outra opção que é a retirada das notas de maneira online, mas não é disponível para todos os estados. Nestes casos, você emite a Nota Fiscal Eletrônica através de programas gerenciadores e pode acessá-los através de um certificado digital ou por uma senha de acesso.
O login e senha são adquiridos através da Secretária da Fazenda de maneira gratuita e basta apenas fazer um cadastramento e aguardar.

Como utilizar o Instagram e aumentar a visibilidade da minha empresa

Grandes marcas tem utilizado o Instagram para criar suas campanhas . Isso acontece pois ela tem sido a rede social mais utilizada mundialmente. Temos visto diariamente várias ações de marketing na rede e que traz resultados muito satisfatórios.

As redes sociais são imprescindíveis nas estratégias de marketing, pois os clientes gostam de manter uma interação social antes de finalizar uma compra e por isso, a maneira como você as utiliza pode fazer toda diferença.

Através deste artigo, você terá algumas dicas, principalmente para as  pequenas empresas de como usar o Instagram com eficiência e atrair compradores para seu produto. Um fato interessante é que o mais importante nesta rede é o engajamento, pois muitos influenciadores chegam a desbancar grandes marcas.

Hoje em dia, existem mais de um bilhão de usuários, ou seja, sua rede de contatos pode se tornar muito grande e sua marca ficar conhecida com mais facilidade. Veja:

Fique atento ao algoritmo do Instagram

Assim que você começar suas postagens, o algoritmo ficará atento ao engajamento do seu público com o seu perfil. Quando alguém clica na sua postagem, mas sai logo dela, fica claro que não é tão relevante. O contrário acontece quando você recebe comentários em sua publicação, pois isso demonstra que as pessoas estão lendo e dando atenção à publicação e isso a torna relevante.

Use hashtags

Elas não existem apenas para enfeitar uma publicação. Na verdade elas servem para aumentar a visualização da sua postagem, pois através das hashtags o seu conteúdo pode ser visto na aba “explorar”. O Instagram une pessoas que tem os mesmos interesses e acaba criando conexões entre os temas.

Convide as pessoas a comentar ou compartilhar seu conteúdo

Incentivar o engajamento é um grande passo para visualização da sua marca. Ao publicar algo, chame as pessoas para conhecer mais conteúdos seus, compartilhar, comentar e de alguma maneira interagir com seu perfil. Mas não esqueça de responder, pois isso só vai deixar a imagem da sua marca mais interessante aos olhos do público.

Seguindo nossas dicas, as chances de sucesso aumentam exponencialmente. Veja cada uma com muita atenção e coloque em prática.

Qual é a importância de um escritório contábil para a sua empresa?

Atualmente é bastante recorrente as regras tributárias e fiscais serem alteradas no Brasil. Por conta disso, o empresário necessita imprescindivelmente trabalhar com um escritório contábil, e esse, por sua vez, fazer o acompanhamento de todo processo, bem como orientar o empreendedor aos melhores meios de agir em casos específicos. Assim, o dono do negócio focará apenas na finalidade das suas atividades.

Afinal de contas, qual a função de uma contabilidade?

Uma boa contabilidade precisa estar sempre atualizada e, assim, deixar o empresário ciente de tudo o que for relevante acerca dos aspectos financeiros da sua empresa. Podemos dizer que essa área é a única que tem domínio quanto as informações numéricas e quanto a resultados, em sua maioria de micro e pequenas empresas.

O Sistema Público de Escrituração Digital, o SPED, fez com que o escritório contábil passasse a ser algo extremamente fundamental para que seja cumprida a atual obrigação de acesso exigida pela Receita Federal. No compasso do tempo, o Sistema Público de Escrituração Digital tornar-se-á um meio digitalizado completamente viável para que a empresa, através do escritório contábil, tome decisões concernentes a ela. Fora, obviamente, do controle da Receita em relação aos empreendimentos em questão.

O escritório contábil, através disso, deixa de apenas apurar os impostos e torna-se um assessor do ramo de contabilidade para a empresa. Esse método adiciona um poderio de sucesso prático para o negócio, através das suas ações. Entretanto, independentemente de mais uma automatização do processo, o recurso humano sempre estará na frente, tomando decisões, interpretando situações etc, com isso, se faz necessário um escritório contábil para as empresas.

Pressuposto a isso, as ações desempenhadas pelo escritório contábil promove colocar em prática conhecimentos adquiridos previamente, bem como, a elevação de conhecimento no que se refere a formas de gestão. O escritório contábil somará, no quesito conteudista, valores para inúmeros setores internos da empresa.

Qual o perfil ideal de um escritório contábil

Atualmente, o mundo das empresas preza muito por um serviço eficiente por meio de um serviço organizado e conteudista, além de procedimentos bem específicos deste modo é importante uma base de elementos sólido dentro do escritório contábil que tem a necessidade da constante atualização de tal mercado.

Esse escritório precisa saber muito bem aonde precisa atuar, essa consciência é adicionada a compreensão da parte interna do setor contábil do empreendimento e soma aos conteúdos da empresa. É através dessas ações que se constrói o perfil do escritório contábil.

O posicionamento de uma marca através das redes sociais

O grande público costuma ficar muito ligado nas redes sociais e por isso utilizá-las para divulgar o seu empreendimento pode ser uma ótima ideia. O Instagram tem sido a rede social que mais cresce, conta com cerca de um bilhão de usuários e não para de crescer. Além disso, há também o Facebook que tem uma média de dois bilhões de usuários.

Tendo acesso a esses números, fica mais fácil mensurar quantos anúncios são feitos por dia e quantas informações e conteúdos são disponibilizados para o grande público. É nesse ponto que nos perguntamos: com uma concorrência tão grande nas redes, o que faz a sua marca se sair melhor? O posicionamento da sua marca.

As pessoas tem consumido produtos e serviços com mais facilidade através da internet e por isso, muitas empresas tem buscado a criação de perfis comerciais, principalmente no Instagram, para alcançar um engajamento e também para usufruir de outros recursos disponíveis.

Existem algumas empresas que já possuem um bom reconhecimento por parte do público. Nesses casos, quando ela cria seu perfil em alguma rede, conquistar um grande número de seguidores se torna fácil. Dessa forma, fica mais fácil vender e consequentemente o faturamento aumenta.

Sabemos que para aqueles que estão iniciando seu negócio ou já começaram, mas são pequenos empreendedores, as coisas podem ser mais difíceis. Isso acontece porque essas marcas precisam ser construídas do zero e é aí que se torna necessário buscar conteúdo de qualidade e relevante para conseguir um bom posicionamento.

Mas como atrair o público e conquistar mais seguidores?

O primeiro passo é ter certeza do seu nicho escolhido e estimular sua audiência a comprar a sua ideia. Escolher o nicho correto envolve algumas questões que não são difíceis de se resolver: Você gosta do nicho escolhido e tem conhecimento necessário sobre ele? Se respondeu sim a essas duas perguntas, você já está pronto para começar a posicionar a sua marca no mercado.

O que é Lucro Real e a importância deste regime tributário para sua empresa

Considerado o regime tributário mais utilizado pelas empresas nacionais, o Lucro Real tem inúmeras vantagens, porém muitos empreendedores tem dúvidas sobre seu funcionamento e como ele se encaixa em cada negócio. Todas essas dúvidas são muito comuns, pois a escolha do regime tributário pode influenciar positiva e negativamente o andamento de sua empresa, além de impactar seu lucro final.Pensando nisso, trouxemos um artigo com muitas informações sobre o tema.

Mas o que é o Lucro Real?

Trata-se de um regime tributário que ajuda a calcular a contribuição do IRPJ e da CSLL. Normalmente, quando um negócio não se encaixa em nenhuma das exceções ou permissões dos outros regimes, torna-se obrigatório optar pelo Lucro Real.

Em resumo, no caso de Lucro Real, a tributação é calculada de acordo com o lucro líquido que a empresa obteve em determinado período de apuração.

Quais empresas podem optar por ele?

Resumidamente, este regime serve para todas as empresas que não se encaixam no Simples Nacional e nem no Lucro Presumido. Mas esta decisão deve ser baseada com muito conhecimento para não fazer a escolha errada. Por isso o empreendedor deve conhecer bem o seu negócio. Obrigatoriamente, empresas que possuem um faturamento acima de 78 milhões devem escolher este regime, isso acontece desde 2013.

Empresas do setor financeiro também tem a necessidade de optar pelo Lucro Real. Outros exemplos de negócios que precisam optar pelo regime são aquelas que obtiveram lucro ou qualquer outro tipo de rendimento oriundos do exterior, empresas que exerçam a atividade de factoring ou empresas que possuam qualquer beneficio fiscal, sendo eles isenção ou redução de impostos.

Mas afinal, qual a diferença entre o Lucro Real e os outros Regimes?

Com estas informações, você já entende um pouco sobre como funciona o Lucro Real, então vamos falar sobre o Lucro Presumido. Como o próprio nome diz, o Lucro Presumido é estipulado em cima de um valor e sobre ele incidem as alíquotas. Isso pode ser considerada uma vantagem, pois no fim este valor pode acabar sendo menor do que o lucro obtido pela empresa.

Entre todos os regimes, o Simples Nacional é mais fácil de entender e de lidar. Ele existe para facilitar a arrecadação de Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP). O pagamento dos tributos se faz por uma única guia que é chamada de DAS.

Características essenciais que um empreendedor deve ter

Empreender é difícil e todo mundo sabe. Cada empreendedor tem um jeito de trabalhar e de planejar seu próprio negócio, mas existem algumas questões que devem ser iguais para todos, principalmente quando falamos de empreendedorismo.

Em momentos de crise, o empresário tem sempre que buscar se reinventar e buscar novos conhecimentos, porém existem alguns pontos que não mudam e que são cruciais para o sucesso de uma empresa.

Neste artigo, vamos trazer algumas das características cruciais que um empreendedor deve ter para que seu negócio obtenha sucesso e não feche as portas precocemente.

Acompanhe conosco:

Auto confiança

Durante o percurso de empreender, você terá inúmeras incertezas e medos, mas se tiver auto confiança os problemas diminuirão e muito.

Perseverança

Não desista com o primeiro não, pois isso acontecerá muitas vezes no seu caminho. Existem inúmeros casos de empreendedores que alcançaram o devido sucesso após muitos fracassos e muitas desilusões, mas todos serviram como inspiração.

Correr riscos

Arriscar-se faz parte da rotina de um empreendedor, mas não confunda com correr perigo. Para se arriscar é necessário que você tenha uma boa base de informações e isso é o que difere de colocar seu empreendimento em perigo.

Planejamento

Um bom empreendedor tem plena consciência que se não fizer um planejamento com cuidado, pode colocar tudo a perder.
Pesquisar e colocar tudo no papel antes de qualquer atitude é crucial para que as coisas funcionem da maneira correta.

Qualidade

O empreendedor de sucesso sabe que a qualidade de seu produto/serviço é um dos pontos mais importantes para garantir o sucesso da sua empresa.

Liderança

A liderança deve vir sempre do empreendedor e ser um bom líder faz toda diferença. Além disso, o ideal é sempre dar um feedback para os colaboradores do seu negócio, isso traz motivação e contribui com o crescimento do empreendimento.

Contatos

Procure participar de feiras, workshops, reuniões, pois isso trará, além de obter mais conhecimento, além disso, você construirá uma rede de amizades que vai ajudar e muito com as parcerias de negócios.