Livros para inspirar e motivar todo empreendedor

Buscar inspiração para empreender é extremamente interessante. Seja em um filme, em uma história de sucesso e porque não dizer em livros?

Seja uma ficção, um livro de auto ajuda ou até mesmo uma biografia, os livros tem o poder de motivar e trazer um frescor em seus leitores.
Por isso vamos listar alguns títulos que caem muito bem a quem está iniciando no mundo dos negócios e quer abrir seu próprio negócio. 
Como sabemos, conhecimento é fundamental em qualquer área da nossa vida.

Vamos à lista:

Os Mandamentos da Lucratividade

Lucro é ponto importantíssimo em qualquer pauta voltada ao empreendedorismo. O livro é uma história de superação muito inspiradora sobre como ter foco e superar as dificuldades.

Startup: manual do empreendedor

Os autores explicam que a mensagem deste livro é mostrar que de nada adianta uma ideia incrível se ela não sair do papel. A execução é sempre a parte mais importante de um negócio. Eles apresentam um guia completo e passo a passo para que você possa dar sequência às suas ideias.

Quem Disse Que Elefantes Não Dançam?

O livro fala sobre erros, medos e acertos na gestão de startups. Poucas histórias falam abertamente sobre a possibilidade de fracassar e como retomar as rédeas da situação após isso. Este título é um exemplo positivo disto.

Seja foda

Apesar do palavrão no título, este livro é muito interessante em vários aspectos e serve para muitas situações na vida. Ele fala, principalmente, sobre sempre tentar ser melhor em algo que esteja fazendo, ou seja, tentar sempre superar a si mesmo. Tem muita relevância para aqueles que estão com medo de dar os primeiros passos.

 Coloque a leitura em dia e quem sabe não é o que falta para que você deixe suas ideias em ordem e faça sucesso com seu empreendimento.

Transforme suas ideias em um negócio de sucesso

Você pensa todos os dias em ter seu próprio negócio, mas não consegue dar os primeiros passos? Algo te impede de ir adiante e seu sonho vai ficando cada vez mais distante? Fique tranquilo, pois você não é o único.
Vamos discutir maneiras de como tirar sua ideia do papel e transformá-la em realidade.

Para a grande maioria dos empreendedores, criar um plano de negócios é algo difícil, além de ser a parte menos divertida. Mas lembre-se que esta é uma das partes mais importantes e que pode dar a estrutura que você precisa para obter sucesso.

Para facilitar sua vida, você pode começar fazendo alguns rabiscos com ideias básicas do que pretende fazer e com o tempo vá aprimorando e transformando em um planejamento eficiente. Além disso, é uma maneira eficiente de ir organizando as ideias.

1 – Conheça os requisitos para começar

Procure saber quais são as licenças e alvarás necessários para iniciar seu negócio. Caso seja algo no ramo alimentício, saiba que existem licenças e documentos específicos. Por isso é importante saber o que é preciso para não ter prejuízos depois. Cada atividade possui regras específicas e por isso é bom estar bem informado.

2 – Identifique seu público

Evidencie quem é o seu público e quem você pretende atingir com seu produto/serviço. Faça um levantamento de quem serão as pessoas atingidas pelo seu projeto e volte o seu marketing para elas.

3 – Controle de gastos e prazos

Saiba quanto tempo e dinheiro vai ser necessário para conseguir todos os documentos e faça um cronograma. Um planejamento bem feito é imprescindível para organização dos primeiros passos para abertura de uma empresa. Isto vai lhe poupar tempo.

4 – Planeje todas as atividades

É normal se perder um pouco no início, mas adote uma agenda e coloque nela todas as atividades a serem concluídas. De preferência coloque em ordem cronológica.

5 – Planejamento financeiro

Esse é o ponto chave de qualquer negócio. Mesmo que você tenha pouco dinheiro para investir, o ideal é que você saiba exatamente onde vai gastar cada centavo de seu investimento. Eviste gastos desnecessários.

6 – Fique de olho na qualidade

Não importa se você vai oferecer um produto ou um serviço, independente de qualquer coisa, ele deve ter qualidade acima de tudo. Se você oferecer algo ruim, vai ficar marcado logo no começo e isso vai te fazer perder clientela.

Por último, seja otimista, mas não deixe de ser realista. Com um bom planejamento você será capaz de abrir sua empresa e conquistar seu espaço.

Gestão contábil e o crescimento de sua empresa

Crescer a uma velocidade muito rápida pode ser prejudicial a sua empresa se não for acompanhada de uma boa gestão contábil. Com isso, confira inicialmente os três passos que podem evitar com que o crescimento, que é algo bom, seja uma pedra no sapato e lhe traga problemas.

Pense a longo prazo e decida o que você quer realizar num período determinado de tempo. É bom que a sua empresa tenha perspectiva de futuro realista, conforme o processo de gestão contábil, dentro dos dias, meses e anos por vir. Com isso, a sua empresa pode ir em direção ao crescimento de forma gradativa.

Trace objetivos estratégicos, pois o ideal é que seja feito semestralmente dentro dos pilares: corporativo, financeiro, tecnológico/operacional e mercadológico. Essa balança mantém internamente a informação das prioridades da empresa.
Possua uma planilha de gastos (entradas e saída) de determinado período que, por meio da gestão contábil, servirá de apoio para as perspectivas orçamentárias do ano seguinte. A conclusão do estudo do orçamento auxilia no controle de esforços da empresa de como e com o que investir prioritariamente. O que há em falta e o que há em excesso, gerando controle na gestão contábil.

Licencie seu produto e de forma bastante efetiva e barata para que você promova a expansão da sua empresa. O licenciamento aponta-se como algo avesso ao sistema de franquia (o que não quer dizer que o sistema de franquia não valha a pena, mas a licença do seu produto posiciona-se como alternativa, caso esse não seja o seu desejo ou você não encontre empresários para franquear).
O sistema de licenciamento é bastante recomendado por especialistas financeiros, que entendem que essa ação é importante quando se tem uma empresa já consolidada.

Por fim, citamos algo que é fundamental nos dias atuais, a presença no mundo digital. Você pode expandir o seu negócio, sem precisar abrir franquias ou criar filiais, mas, sim, expandindo o seu negócio dentro do universo e-commerce, disponibilizando os seus produtos e serviços através da internet.

O mundo digital ajuda sua empresa a quebrar barreiras.

Assessoria Contábil e o planejamento estratégico ideal para seu negócio

Para obter sucesso é imprescindível um bom planejamento empresarial, pois isso vai lhe ajudar a deixar a casa em ordem. Normalmente este planejamento é feito no início do ano, porém nunca é tarde para começar.

Para tomar atitudes e decisões com mais segurança, que tal pensar e analisar todas as perspectivas de seu negócio e evitar agir impulsivamente. Por isso a importância de ter uma assessoria contábil dando o suporte e ajudando na condição estratégica das suas diretrizes empresariais.

Todas as empresas precisam, então, ter a assessoria contábil para possuir a antevisão necessária para que o ano que vai entrar seja de sucesso em todas as ações e, consequentemente, sucesso financeiro. E convenhamos, a saúde financeira de sua empresa é dos principais pontos que fazer o negócio girar e funcionar.

Para que a empresa venha ter total sucesso é bom fazer uma boa leitura das ações positivas e negativas com o ano que passou, comparação com anos anteriores, leitura de mercado, tendências, análises de concorrência, enfim.
Para isso, existem três tipos de planejamento que cabem a assessoria contábil ter como ciência.

Planejamento estratégico

É considerado um planejamento a longo prazo através da esfera operacional. Necessita da assessoria contábil pelo acesso à base de informações, definindo a estrutura de produção e o modelo de vendas da empresa dentro de um período. Faz parte do traçado que a empresa precisa para colocar as suas ações em prática.

Planejamento operacional

O planejamento operacional é diferente do planejamento estratégico, porque ele é a curto prazo. O planejamento operacional faz uma perspectiva do momento em que a empresa se encontra com estratégias que funcionaram em outros momentos da empresa.

Planejamento tático

É voltado para a parte de maquinas e materiais que interferem diretamente no processo de produção de uma empresa e que, de alguma forma, necessita de aporte financeiro. Dispõe-se diretamente na cobertura de ações práticas. Como orçamento direto de materiais de maquinários e de fornecimento que gerem algum investimento financeiro.

Chegamos a conclusão que, independentemente do planejamento, todos, de uma forma outra, interferem diretamente na estratégia e nada melhor que uma assessoria contábil para trazer uma visão estratégica para a empresa.

Inspire-se em empreender com esses cinco filmes

Quando decidimos empreender, buscamos inspiração de inúmeras maneiras, seja lendo revista de negócios, livros, artigos, histórias de sucesso, entre outros. Mas que tal buscar inspiração de uma maneira mais divertida e que você possa fazer comendo um balde de pipoca?
O cinema mundial tem retratado desde sempre várias histórias de empreendedorismo sejam elas baseadas em fatos reais ou não.
Vamos lhe indicar sete filmes que vão te dar aquele gás para não desistir do seu negócio.

1.O lobo de Wall Street

O filme é baseado em fatos reais e conta a história de Jordan Belfort que é um corretor de ações  que após ficar muito rico acabou preso sob a acusação de crimes de colarinho branco.
Apesar de falar sobre fraudes, o filmes é interessante pelo fato de mostrar o jogo de cintura do personagem principal em algumas situações.

2. O homem que mudou o jogo

Ao contrário do que as pessoas pensam, o filme não é sobre esportes, mas sim sobre a determinação do treinador Billy Beane que fez o Oakland Athletics se destacar na liga nacional de beisebol. O ponto chave da história é o fato do time ser desacreditado, principalmente pela baixa folha salarial de seus jogadores.

3. A dama de ferro

Falou em filme com a Meryl Streep a gente já se anima, não é mesmo.
O filme A dama de ferro conta a trajetória e o drama da primeira mulher a se tornar a primeira-ministra do Reino Unido. Com a atuação neste filme, a atriz ganhou o segundo Oscar se sua carreira. Promessa de um bom filme!

4. A Rede Social

Mark Zuckerberg era um jovem universitário quando criou a Rede Social Facebook. Este negócio se tornou um dos mais rentáveis do mundo e transformou o Mark em um dos homens mais ricos do planeta.

5. O jogo da imitação

A Segunda Guerra Mundial é um acontecimento catastrófico em nossa história, mas também trouxe uma história muito interessante. Durante a guerra, o matemático Alan Turin criou uma máquina com a capacidade de decifrar mensagens criptografadas pelos alemães no que era chamado de Enigma.Vale muito apena assistir essas histórias e usá-las como inspiração para alcançar os seus objetivos.

Quanto devo investir no meu negócio?

O plano de negócios é a porta de entrada para quem quer empreender. Abrir uma empresa pede planejamento e muita organização para que o sucesso seja alcançado. Para que isso aconteça é preciso estar atento a todos os detalhes desde o inicio. Decida qual tipo de negócio vai criar e para quem vai oferecer os seus serviços e o mais importante: em quanto tempo pretende ter seu investimento de volta.

Qualquer pessoa que queia empreender deve se ater a um plano de negócios. Isso vai ajudar você a ter organização na hora de começar o seu negócio e vai tornar as coisas muito mais fáceis.

Mas a pergunta que não quer calar é: quanto vou investir?

O primeiro ponto a ser verificado é a respeito da abertura da empresa. Os gastos com documentação, abertura de CNPJ, pagamento de taxas, alvarás, licenças, honorários contábeis, entre outros. Se achar interessante, crie uma planilha detalhada.

Essas informações são a parte burocrática, documental, mas lembre-se que a abertura engloba outros pontos: máquinas, equipamentos, decoração, ponto comercial, logomarca, website, móveis, propaganda e material gráfico.

O plano de negócios deve ser feito com o máximo de cautela e tudo deve ser levado em consideração, sejam gastos pequenos ou grandes.

As despesas mensais devem ser calculadas também independentemente se são fixas ou variáveis. Os custos fixos são todos aqueles que são necessários para empresa funcionar sem problemas. São os seguintes: salários, comissões, aluguel, luz, internet, marketing, manutenção, materiais de limpeza e escritório, sistemas de segurança, seguro, etc.

Os custos variáveis podem ser qualquer coisa inesperada e por isso não é possível calcular com exatidão. Mas nem por isso deve ficar de fora. Faça uma estimativa de valor e coloque na sua planilha.

Após definir todas estas informações, calcule quantos meses serão necessários para que você inicie a sua obtenção de lucro e aí você saberá, finalmente, quanto deve investir.

Seis erros que podem fazer seu empreendimento desandar

O planejamento é a base para abertura de qualquer empresa em qualquer ramo. Infelizmente, muitos empreendedores acreditam que basta ter a ideia e iniciar o negócio que o dinheiro vai entrar. Mas a verdade é bem diferente. É preciso estar de olho no mercado e atento aos erros que podem ser fatais para que a empresa conquiste seu espaço. Por isso vamos mostrar quais os principais erros cometidos pelos empreendedores.

1. Não faça tudo por um único cliente
Um erro muito comum é basear tudo o que faz na sua empresa no gosto de um cliente específico. Isso pode ser porque talvez ele seja o mais fiel ou até mesmo o seu primeiro cliente. Não esqueça que mais cedo ou mais tarde ele pode te abandonar e isso vai te trazer muito prejuízos.

2. Não ter fornecedores o suficiente
Comprar sempre nos mesmos fornecedores pode trazer alguns benefícios, como descontos por fidelidade, frete grátis, etc. Porém não esqueça de contar com mais de um fornecedor, pois falhas acontecem e o ideal é que você tenha a quem recorrer em uma situação complicada.

3. Não se planejar
A falta de planejamento é, para mim, o pior erro. Planejar com cuidado os passos de sua empresa pode ser a peça chave para garantia do sucesso, porém alguns empreendedores não o fazem e iniciam a empresa sem um plano de negócios que a sustente a médio e longo prazo.

4. Se enrolar com prazos

Seja na entrega de um produto ou serviço, não cumprir prazos pode fazer o seu cliente nunca mais comprar com você. Não dê prazos muito curtos apenas para garantir o cliente se você não tem certeza que conseguirá cumpri-los.

5. Vender de qualquer maneira

Você conquista um cliente e resolve que vai vender a ele a qualquer custo e na ânsia de fazer isso, acaba comprometendo a qualidade do seu produto/serviço.

6. Falta de capacitação

Lembre-se que quanto mais você se capacitar na área que está empreendendo, melhor vai ser a entrega de seu trabalho ao seu cliente e é isso que vai trazer mais sucesso ao seu negócio. Infelizmente, muitos empreendedores acabam iniciando em seus ramos sem o conhecimento necessário.

Fique atento a esses erros e diminua ao máximo as chances de seu negócio naufragar por isso.